Poema à Sobreira

Versão de impressão

Sobreira

Sobreira

Sobreira terra obreira!
Que nossos entes, viram nascer.
Sobreira terra obreira!
Que nós a sentimos a crescer.

Nobres são as suas gentes,
Talentosos são seus ilustres povos.
Terra de homens valentes,
Que fortalecem os mais novos.

O Sousa passa levemente
Com suas aguas resplandecentes.
Aguas das ribeiras correm lentamente
Descem vales desde as suas nascentes.

Ao despertar pela manhã
Sinto o aroma de uma flor,
Terra mais linda não há
Com sol alegria e calor.

Sobreira terra de bom ambiente
De muito trabalho e alegria
Quem vive nela vive contente
Seja noite ou seja dia.

Crescer com alma, espí­rito e coração
Sentir alegria, felicidade e contentamento
Viver na Sobreira é uma paixão
Traze-la no peito e no pensamento.




Alcino Santos, Castromil-Sobreira

Categoria: